OMBRO

Luxação Anterior do Ombro

INTRODUÇÃO 

A luxação anterior do ombro corresponde à perda de contacto completa entre os dois ossos principais da articulação gleno-umeral – o úmero e a omoplata .

É uma das lesões mais comuns desta articulação, chegando a atingir 1,6% da população geral (80-90% em adolescentes). Tem uma elevada taxa de recorrência, principalmente em doentes jovens.

O mecanismo de lesão é geralmente um traumatismo na parte anterior do braço, quando este se encontra em abdução e rotação externa (a posição em que o jogador de andebol “arma o remate” ou o condutor de automóvel agarra o cinto de segurança antes de o colocar).

lesões associadas

Quando o úmero se desloca anteriormente para fora da “taça” que o sustenta (a glenóide), pode provocar várias lesões.

Lesões do Labrum e Cartilagem

  • Lesão de Bankart: corresponde ao arrancamento, na parte anterior da glenóide, do labrum  (uma estrutura fibrosa que ajuda a manter a cabeça do úmero no seu local anatómico). Está presente em 80-90% dos casos de luxação anterior do ombro por traumatismo.

  • Lesões HAGL, GLAD, ALPSA, Perthes: variantes menos comuns de lesões do labrum, cartilagem e ligamentos.

 

Lesões Ósseas

  • Lesão de Hill Sachs: lesão por compressão da parte superior do úmero, ao entrar em contacto com a glenoide, durante o episódio de luxação. Presente em 80% dos casos.

  • Lesão de Bankart Óssea: fratura da região anterior da glenóide.

  • Fratura da Grande Tuberosidade do Úmero.

 

Lesões Nervosas

  • Lesão do Nervo Axilar: geralmente transitória. Frequência de 5%.

 

Lesões Tendinosas

  • Rotura da Coifa dos Rotadores: presente em até 80% dos pacientes com mais de 60 anos.

lesão labrum

história e SINTOMAS

História de traumatismo

Sensação de instabilidade

Dor intensa

EXAMES AUXILIARES DE DIAGNÓSTICO

Radiografia

​Permite avaliar a presença de luxação e fraturas associadas.

 

TAC

​Útil para avaliação de lesões ósseas.

RMN

​Melhor exame para avaliação de tendões e labrum (principalmente com utilização de contraste intra-articular).

TRATAMENTO

Conservador

Indicado na maioria dos primeiros episódios de luxação. Consiste na redução da luxação sob  medicação analgésica forte. Deve ser realizada por pessoal experiente, em ambiente hospitalar.

É seguido por um período de imobilização de várias semanas e fisioterapia adequada.

 

Cirúrgico

Reservado geralmente a episódios de luxação recidivante.

 

  • Procedimento de Bankart Artroscópico: corresponde à re-inserção do labrum lesado no seu local de origem, na glenóide. É geralmente associado a tensionamento da cápsula anterior do ombro.

  • Procedimento de Bristow e Latarjet: consiste na transferência de apófise coracóide (estrutura óssea da omoplata) e tendão conjunto associado, para a região anterior da glenóide.  

  • Procedimento de “Batente Ósseo”: é realizada colheita de “pastilha” óssea da bacia e sua fixação na região anterior da glenóide.

Bristow e Latarjet

Bankart Artroscópico

PROGNÓSTICO

A Luxação Anterior do Ombro tem diferentes taxas de recidiva consoante a idade do paciente e o tipo de atividade física. A opção entre tratamento conservador ou cirúrgico, e nesse caso o tipo de cirurgia a realizar, devem ser decididos individualmente, de modo a que os resultados possam ser os melhores.